segunda-feira, 25 de abril de 2011

corista de rock- tutti frutti

Disseram que o palco não é mais aquele lugar
Mas do jeito que a gente me olha de frente
Como eu vou parar?
Pois eu sou corista num grupo de rock
Que tem pra valer
Um ponto de vista que não se limita
De ser ou não ser
Prefiro ser os dois

Não venha me dizer do meu compromisso
Com isso ou aquilo
Se o que a gente quer
Não deixa de ser um belo motivo
Pra se festejar de modo indiscreto
O que vai nascer
E todas as estórias
Que o mundo imagina pra sobreviver
Prefiro não saber

O que eu era ou sou por enquanto
É tudo aquilo que eu digo e canto
Com um pouco de espanto
Num palco ou num canto

2 comentários:

  1. Acho fantástico este seu estar no mundo,vc sempre escreve se percebendo em um processo,na costruçao,no intermédio,mas nuca concluída ou inacabada!!mas isto é uma avaliaço sobre vc nao do poema rsrrsr pode apagar se quiser bjos..

    ResponderExcluir
  2. Ora, mas que sorte mesmo a minha!

    ResponderExcluir